2ÂșT1- Poemas Bolhas de Cecilia Meirelles
(FI)


A atividade foi realizada com base no poema "Bolhas", de CecĂ­lia Meirelles: Olha a bolha dÂŽĂĄgua no galho! Olha o orvalho! Olha a bolha de vinho na rolha! Olha a bolha! Olha a bolha na mĂŁo que trabalha! Olha a bolha de sabĂŁo na ponta da palha: brilha, espalha e se espalha. Olha a bolha! Olha a bolha que molha a mĂŁo do menino: a bolha da chuva da calha! (CecĂ­lia Meireles)

2ÂșT1- Poemas Bolhas de Cecilia Meirelles 2ÂșT1- Poemas Bolhas de Cecilia Meirelles 2ÂșT1- Poemas Bolhas de Cecilia Meirelles 2ÂșT1- Poemas Bolhas de Cecilia Meirelles
2ÂșT1- Poemas Bolhas de Cecilia Meirelles 2ÂșT1- Poemas Bolhas de Cecilia Meirelles 2ÂșT1- Poemas Bolhas de Cecilia Meirelles 2ÂșT1- Poemas Bolhas de Cecilia Meirelles
2ÂșT1- Poemas Bolhas de Cecilia Meirelles 2ÂșT1- Poemas Bolhas de Cecilia Meirelles 2ÂșT1- Poemas Bolhas de Cecilia Meirelles 2ÂșT1- Poemas Bolhas de Cecilia Meirelles
2ÂșT1- Poemas Bolhas de Cecilia Meirelles 2ÂșT1- Poemas Bolhas de Cecilia Meirelles 2ÂșT1- Poemas Bolhas de Cecilia Meirelles 2ÂșT1- Poemas Bolhas de Cecilia Meirelles
2ÂșT1- Poemas Bolhas de Cecilia Meirelles 2ÂșT1- Poemas Bolhas de Cecilia Meirelles 2ÂșT1- Poemas Bolhas de Cecilia Meirelles 2ÂșT1- Poemas Bolhas de Cecilia Meirelles
2ÂșT1- Poemas Bolhas de Cecilia Meirelles 2ÂșT1- Poemas Bolhas de Cecilia Meirelles 2ÂșT1- Poemas Bolhas de Cecilia Meirelles

atendimento
CENTRAL DE ATENDIMENTO
(13) 3579 1212
Unidade I - Av. Pres. Wilson, 278/288 - Itararé
Unidade II - Rua Pero Corrêa, 526 - Itararé
Unidade III - Cel. Pinto Novaes, 34 - Itararé