Como os pais podem ajudar a criança com TDAH
Rotina, confiança, paciência e afeto são fundamentais 
 
por Amanda Puly
 
Quem tem um filho com TDAH sabe que as dificuldades vão muito além da escola. Tenho testado algumas estratégias em casa, para que a família possa ajudar, desde que decidi suspender o uso de medicação. Aqui compartilho algumas delas:
  • Tenha em mente que os comportamentos inadequados da criança (assim como sua falta de atenção) não são culpa dela. Não adianta impor uma disciplina rigorosa, pois isso pode agravar ainda mais alguns sintomas.
  • Estabeleça uma rotina junto com a criança. Isso quer dizer que vocês devem sentar juntos e decidir qual o melhor horário para arrumar o quarto, fazer as lições de casa, estudar, etc.
  • A rotina precisa ter tempos de horário livre. É importante intercalar momentos de estudo com momentos de lazer. Nunca fazer um período muito extenso em uma mesma atividade, pois ele certamente não será proveitoso.
  • Não carregue a agenda do seu filho com atividades extracurriculares. Ele não dará conta e isso poderá também prejudicar o aproveitamento escolar.
  • Faça metas pequenas. Não passe muitas atividades ao mesmo tempo para que ele execute. Uma coisa de cada vez e sempre utilize o reforço positivo quando for concluída.
  • Converse com seu filho para saber quais são suas ansiedades e seus medos. Mantenha um diálogo aberto.
  • Dê mais confiança a ele. Demonstre que você acredita. Pode parecer controverso, mas quanto mais repreendemos, mais os comportamentos retrocedem. Tente chamar menos atenção, brigar o mínimo possível e incentivar o que ele faz de melhor.
  • Incentive a prática de atividades físicas. É uma forma de usar a energia que a criança tem em excesso e paralelamente ensinar a disciplina e a convivência. Leve em consideração quais são os esportes de preferência dela.
  • Quando precisar repreender, esqueça os sermões e seja objetivo.
  • Recompense não só as vitórias, mas sempre que houver esforço. Elogios são de graça!
  • Utilize lembretes e recadinhos para coisas importantes que seu filho não pode esquecer.
  • Reserve um tempo para auxiliar nas atividades escolares e estudar para as provas. Apesar de estar desenvolvendo a autonomia, seu filho ainda precisa de ajuda para manter a concentração.
  • Mantenha contato com os professores e coordenação da escola. Esteja a par das dificuldades e superações.
  • Pratique a terapia do abraço. Quando estiver prestes a surtar, dê-lhe um grande abraço apertado.
  • E por último: paciência, MUITA paciência! Não existe fórmula mágica. Respire fundo e acredite que com serenidade e persistência as coisas irão gradativamente mudando. Para melhor.


Postado em 01/08/2016


Notre Dame
+ Notícias

atendimento
CENTRAL DE ATENDIMENTO
(13) 3579 1212
Unidade I - Av. Pres. Wilson, 278/288 - Itararé
Unidade II - Rua Pero Corrêa, 526 - Itararé
Unidade III - Cel. Pinto Novaes, 34 - Itararé