Passar tempo com os amigos ajuda a aliviar sintomas da depressão, diz estudo
Por Ana Prado 
 
Embora a depressão possa minar a vontade de socializar, vale a pena se forçar a passar um tempo com seus amigos. Foi isso o que concluiu um estudo recente da Universidade de Rochester, nos Estados Unidos.
 
“São as atividades sociais – ou seja, experiências positivas e cotidianas que envolvem outras pessoas – que podem estar mais propensas a iluminar o humor daqueles que lutam contra a depressão“, diz Lisa Starr, uma das autoras.
 
Pode parecer algo meio óbvio para quem não tem esse problema, mas vale notar que muitos estudos anteriores feitos em laboratório sugeriam que o humor das pessoas com depressão poderia ser insensível a estímulos positivos do ambiente. Este, por outro lado, leva em conta experiências reais e personalizadas do dia a dia de cada voluntário – algo que, segundo as autoras, ainda é pouco explorado.
 
O estudo
 
As pesquisadoras trabalharam com 157 voluntários, todos estudantes com 18 anos ou mais do departamento de psicologia da universidade. A maioria era mulher (81%), com idade média de 20 anos. Do total, 36% relatou sintomas depressivos de grau moderado a grave no início do estudo e 33% relatou em um grau leve. O restante não apresentou sintomas, servindo como grupo de controle. Todos os participantes tiveram que completar um diário on-line por duas semanas, registrando seu humor relacionado a eventos positivos recentes em suas vidas – como o tempo gasto com amigos ou exercícios.
 
As pessoas que relataram níveis mais altos de sintomas depressivos mostraram associações mais fortes entre a ocorrência de eventos diários positivos e sintomas depressivos mais baixos, especialmente quando os eventos eram de natureza interpessoal (ou seja, quando envolviam passar tempo com outras pessoas).
 
“A capacidade de se beneficiar de aspectos positivos do ambiente é central para o funcionamento emocional saudável e é cada vez mais entendida como fundamental para melhorar a angústia emocional na depressão”, diz o estudo, publicado no Journal of Clinical Psychology. Isso pode estar relacionado à capacidade de ter expectativas de momentos felizes para o dia seguinte – algo com o qual os deprimidos geralmente têm dificuldade. Aparentemente, passar bons momentos com os amigos facilita a criação dessa expectativa de que o futuro também vai ser bom.
 
Segundo as autoras, as melhoras de humor registradas em diários pelos participantes “podem ter sido mais imersivas e pessoalmente relevantes” do que as obtidas por meio de estímulos em laboratório de outros estudos (que podem envolver, por exemplo, recompensas financeiras ou situações artificiais e/ou temporárias). “É fundamental complementar estudos laboratoriais com projetos de pesquisa ecologicamente válidos para que possamos entender melhor como os fenômenos se traduzem em comportamento e experiências reais”, dizem elas.
 
Implicações 
 
“Os achados têm implicações realmente importantes para o tratamento e são especialmente compatíveis com um modelo de tratamento chamado Ativação Comportamental, que sugere que se pessoas deprimidas forem ajudadas a se envolver em experiências positivas – apesar de sua baixa motivação para fazê-lo – seu humor pode melhorar“, diz Starr.
 
Embora seja necessário continuar as pesquisas, já temos aqui uma boa dica para quem tem depressão (ou convive com alguém que tenha): vale a pena se esforçar para socializar com pessoas bacanas, mesmo (ou talvez especialmente) para aqueles com sintomas depressivos elevados.
 
O estudo está disponível na íntegra aqui
 
Fonte: Superinteressante


Postado em 19/04/2017


Notre Dame
+ Notícias

atendimento
CENTRAL DE ATENDIMENTO
(13) 3579 1212
Unidade I - Av. Pres. Wilson, 278/288 - Itararé
Unidade II - Rua Pero Corrêa, 526 - Itararé
Unidade III - Cel. Pinto Novaes, 34 - Itararé