Você reclama que está sempre sem tempo? O problema é você!
O que importa não é o tempo que as pessoas têm, e sim o que elas perdem
 
por Scher Soares
 
Tempo talvez seja o fator mais democrático das nossas vidas. Não importa a classe social, origem, condição econômica, todos têm 24 horas por dia. Porém, muita gente acha que esse período não é suficiente. Você já parou para pensar que o problema pode ser você? Interrupções, redes sociais, procrastinação, excesso de sociabilidade e reuniões improdutivas acabam matando a produtividade. De acordo com a neurociência, o cérebro humano leva de 7 a 14 minutos para voltar o foco à tarefa depois de uma distração. Ao longo do dia, com a somatória de todos esses vilões agindo na rotina, 4h30 podem ter sido desperdiçadas com distrações inofensivas, como uma olhadinha no celular ou um cafezinho.
 
Para Scher Soares, especialista em mudança de comportamento, o que importa não é o tempo que as pessoas têm, e sim o que elas perdem. “Por falta de método, as pessoas inutilizam momentos preciosos. É preciso fazer um planejamento diário antes mesmo de sair da cama para evitar que a agenda se torne reativa, ou seja, dependente da demanda dos outros”, explica.
 
Elimine da sua rotina os 5 maiores vilões de tempo:
 
– Redes sociais em excesso: use alarmes
Estabeleça horários para acessar e se desconectar das redes sociais. Quando navegamos na internet, acabamos perdendo a noção do tempo. Portanto, coloque um alarme para lembrar a hora de se desconectar.
 
– Interrupções: determine horários para pausa
Quando mudamos de uma tarefa para outra, perdemos de 7 a 14 minutos para nos concentrar novamente. Combine com os colegas de trabalho ou familiares para não ser interrompido o tempo todo. Reserve alguns horários para pausa ao longo do dia. Quanto às redes sociais, desligue as notificações.
 
– Excesso de sociabilidade: seja breve
Sabe aquele famoso “cafezinho”? Pois é, ele parece inofensivo, mas também é um trapaceiro quando o assunto é tempo. Você não precisa fazer desse momento uma reunião. Saiba usá-lo a seu favor.
 
– Reuniões improdutivas: planeje o tempo e a pauta
Defina um objetivo, pois tratar de muitos assuntos acaba tirando o foco. Comece a reunião já com horário para terminar.
 
– Procrastinação: penalize-se
A procrastinação é conhecida como adiamento de tarefas, o famoso empurrar com a barriga. A fim de evitar deixar as coisas para amanhã, penalize-se se privando de algo que gosta muito. Exemplo: se eu não terminar a atividade até terça-feira, vou ficar um mês sem comer chocolate.
 
 
Fonte: Mundo RH 


Postado em 15/05/2017


Notre Dame
+ Notcias

atendimento
CENTRAL DE ATENDIMENTO
(13) 3579 1212
Unidade I - Av. Pres. Wilson, 278/288 - Itararé
Unidade II - Rua Pero Corrêa, 526 - Itararé
Unidade III - Cel. Pinto Novaes, 34 - Itararé