Como a participação do pai nos primeiros anos de vida fortalece as crianças
Brincar continua sendo uma das maneiras mais eficientes de estabelecer uma relação ativa com a criança 
 
No mês dedicado aos pais, vamos falar de como o desenvolvimento infantil pode ser mais saudável quando o pai se faz presente. Mas, afinal, por que é tão fundamental que o pai participe da vida de seu filho, especialmente na primeira infância (do nascimento aos seis anos de vida)? No post de hoje, saiba mais a respeito.
 
Os estudos científicos já comprovaram que a participação ativa do pai promove segurança, autoestima, independência e estabilidade emocional.
 
Participar de reuniões e festas da escola, levar para passeios, contar histórias, apoiar nas tarefas diárias (escovar os dentes, tomar banho, trocar a roupa), são essenciais para que o vínculo e a interação entre pai e filho se fortaleçam.
 
No entanto, o brincar continua sendo uma das maneiras mais eficientes de estabelecer uma relação ativa, de cumplicidade com a criança, um verdadeiro “bate-bola” afetivo.
 
Por isso, os especialistas indicam que o pai precisa brincar, porque as brincadeiras com seus pequenos ajudam a:
Combater a obesidade, o sedentarismo e favorecer o desenvolvimento da motricidade da criança
Promover o autoconhecimento corporal
Estimular competências socioemocionais
Gerar resiliência
Ensinar o respeito ao outro
Desenvolver a atenção e o autocontrole
Incentivar o trabalho em equipe
Estimular o raciocínio estratégico
Promover a criatividade e a imaginação
Estabelecer regras e limites
 
Outro aspecto importante, reforçado por inúmeros estudos, é que filhos de pais que se mostram afetuosos, que são receptivos às questões e às emoções da criança, que fornecem uma estrutura, fixam limites e exigem competência, têm maior probabilidade do que outras crianças de serem bem-sucedidos nos primeiros anos da escola, além de cultivarem um bom relacionamento com seus colegas.
 
É bom lembrar que crianças que crescem sem o pai podem se desenvolver muito bem, tendo a presença e o vínculo afetivos de outros adultos de referência. No entanto, quando a paternidade acontece de fato, as chances de sucesso da criança, nos diferentes aspectos da vida, aumentam sensivelmente.
 
Todas essas atitudes e posturas dos pais para serem presentes na vida de seus filhos podem ser chamadas de paternidade ativa. Queremos ver esse movimento crescer cada dia mais, para fortalecer nossas crianças, e com isso fortalecer toda a sociedade.
 
 


Postado em 23/08/2017


Notre Dame
+ Notícias

atendimento
CENTRAL DE ATENDIMENTO
(13) 3579 1212
Unidade I - Av. Pres. Wilson, 278/288 - Itararé
Unidade II - Rua Pero Corrêa, 526 - Itararé
Unidade III - Cel. Pinto Novaes, 34 - Itararé