Entenda o que a prova do Enem espera de você
Saiba o que são os eixos cognitivos e como eles aparecem no exame
 
Por da redação 
 
Quando você vai prestar um vestibular, sabe de antemão que será cobrado pela matéria que aprendeu na escola durante o Ensino Médio. E no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) não é diferente: o que é cobrado na prova é o conteúdo que você aprendeu na escola. Mas o Enem cobra esse conteúdo de uma forma própria, com a sua “cara”. O exame é focado na compreensão do estudante em relação ao que lê e em sua capacidade de raciocínio.
 
A base do Enem está descrita na Matriz de Referência do exame, elaborada pelo Ministério da Educação (MEC), que tem como espinha dorsal as cinco competências que se espera de todos os estudantes:
 
1. Dominar linguagens;
2. Compreender e interpretar fenômenos;
3. Solucionar problemas;
4. Construir argumentação;
5. Elaborar propostas.
 
A seguir, exemplificamos o que são essas competências, com base em questões do Enem 2014. Na prática, cada questão da prova pode avaliar o domínio de uma ou mais competências. Escolhemos questões que possuem predominantemente uma das cinco competências.
 
Competência 1: Dominar linguagens
 
O primeiro eixo prevê “dominar a norma culta da Língua Portuguesa e fazer uso das linguagens matemática, artística e científica e das línguas espanhola e inglesa”. Ou seja: a palavra “linguagem” é usada aqui em sentido amplo, não se restringindo apenas à escrita. Inclui também a compreensão de diagramas, gráficos, ilustrações, quadrinhos, pinturas, charges etc. Quer dizer, não basta simplesmente juntar as palavras ou símbolos: é preciso compreender a mensagem. A capacidade de leitura e compreensão é a principal característica do Enem. Veja como ela aparece numa questão.
 
QUESTÃO DE CIÊNCIAS HUMANAS
 
Na charge ao lado, identifica-se uma contradição no retorno de parte dos “Voluntários da Pátria” que lutaram na Guerra do Paraguai (1864-1870), evidenciada na:
a) negação da cidadania aos familiares cativos.
b) concessão de alforrias aos militares escravos.
c) perseguição dos escravistas aos soldados negros.
d) punição dos feitores aos recrutados compulsoriamente.
e) suspensão das indenizações aos proprietários prejudicados.
 
O que o Enem espera com essa questão: aqui é importante que você entenda o que a ilustração e o texto, em conjunto, expressam. O primeiro passo é observar atentamente a imagem: um militar condecorado e recém-chegado – note seu uniforme e a mochila ainda nas costas – que expressa angústia ao ver ao fundo uma mulher negra amarrada a um tronco sendo chicoteada.
 
O texto explicita a contradição: o mesmo militar que teria enfrentado perigos em terras estrangeiras e “libertado um povo da escravidão” – no caso, os paraguaios –, regressa ao Brasil e encontra sua família ainda escravizada, sem liberdade e sem direitos. Portanto, a resposta a é a correta: a charge evidencia a falta de cidadania em que se encontra a família do voluntário.
 
Competência 2: Compreender fenômenos
 
Esse eixo avalia a capacidade de “construir e aplicar conceitos das várias áreas do conhecimento para a compreensão de fenômenos naturais, de processos histórico-geográficos, da produção tecnológica e das manifestações artísticas”. Em outras palavras, espera-se que o aluno utilize seu conhecimento das diferentes áreas do estudo de forma combinada para entender os acontecimentos e o mundo que o cerca. Veja um exemplo.
 
QUESTÃO DE MATEMÁTICA
 
Um executivo sempre viaja entre as cidades A e B, que estão localizadas em fusos horários distintos. O tempo de duração da viagem de avião entre as duas cidades é de 6 horas. Ele sempre pega um voo que sai de A às 15h e chega à cidade B às 18h (respectivos horários locais). Certo dia, ao chegar à cidade B, soube que precisava estar de volta à cidade A, no máximo, até as 13h do dia seguinte (horário local de A). Para que o executivo chegue à cidade A no horário correto e admitindo que não haja atrasos, ele deve pegar um voo saindo da cidade B, em horário local de B, no máximo à(s)
a) 16h.
b) 10h.
c) 7h.
d) 4h.
e) 1h.
 
Essa questão mostra como a matemática é aplicada no dia a dia. Trata-se de alguém que viaja entre regiões com fusos horários diferentes. Para resolver o problema, você precisa entender o que o texto diz: se o homem sai da cidade A às 15h e a viagem dura seis horas, ele deveria chegar às 21h na cidade B. Mas o texto diz que ele chega sempre às 18h. Ou seja, com uma simples conta de subtração (21 – 18) podemos concluir que a diferença de fuso entre as duas cidades é de 3 horas.
 
Com isso em mente, quando na cidade A for 13h (horário esperado de chegada, segundo o exercício), será 10h em B, certo? Esse raciocínio simplifica a conta, porque precisamos considerar apenas o horário local em B e o fato da viagem durar seis horas: 10 – 6 = 4. Concluímos, então, que o homem precisa sair às 4h de B para chegar às 13h (horário local de A). A resposta correta é a letra d.
 
Competência 3: Enfrentar situações-problema
 
O terceiro eixo do Enem espera que você possa “selecionar, organizar, relacionar, interpretar dados e informações representados de diferentes formas, para tomar decisões e enfrentar situações-problema”. Saiba como isso ocorre na prática:
 
QUESTÃO DE CIÊNCIAS DA NATUREZA
 
É comum aos fotógrafos tirar fotos coloridas em ambientes iluminados por lâmpadas fluorescentes, que contêm uma forte composição de luz verde. A consequência desse fato na fotografia é que todos os objetos claros, principalmente os brancos, aparecerão esverdeados. Para equilibrar as cores, deve-se usar um filtro adequado para diminuir a intensidade da luz verde que chega aos sensores da câmera fotográfica. Na escolha desse filtro, utiliza-se o conhecimento da composição das cores-luz primárias: vermelho, verde e azul; e das cores-luz secundárias: amarelo = vermelho + verde, ciano = verde + azul e magenta = vermelho + azul.
Disponível em: http://nautilus.fis.uc.pt. Acesso em 20 maio 2014 (adaptado).
 
Na situação descrita, qual deve ser o filtro utilizado para que a fotografia apresente as cores naturais dos objetos?
a) Ciano.
b) Verde.
c) Amarelo.
d) Magenta.
e) Vermelho.
 
Você pode até não entender de fotografia, mas se ler atentamente as informações, conseguirá chegar à resposta. Você já sabe que o problema é o excesso de luz verde. Também pode notar que o verde é uma cor-luz primária, ao lado do vermelho e do azul. Portanto, para conseguir uma fotografia com cores naturais, seria interessante compensar o excesso do verde aumentando as outras duas cores primárias – pois, se aumentarmos apenas uma delas, a foto continuará com aspecto distorcido de cores. Isso é possível se optarmos pelas cores-luz secundárias já que, de acordo com o texto, elas são sempre derivadas da mistura de duas das três cores-luz primárias.
 
De todas elas, a única que não possui verde em sua composição é a magenta (vermelho + azul). Por isso, ao utilizar um filtro magenta, haverá um balanceamento das cores vermelho e azul com o verde apresentado pelas lâmpadas fluorescentes e, portanto, a resposta d é a correta.
 
Competência 4: Construir argumentação
 
Esse eixo exige que o estudante seja capaz de “relacionar informações, representadas em diferentes formas, e conhecimentos disponíveis em situações concretas, para construir argumentação consistente”.
 
Assumir um ponto de vista e defendê-lo com argumentos são habilidades esperadas não só para a redação, como também para algumas questões objetivas. Veja como ela apareceu no exame:
 
QUESTÃO DE CIÊNCIAS HUMANAS
 
TEXTO I
O presidente do jornal de maior circulação do país destacava também os avanços econômicos obtidos naqueles vinte anos, mas, ao justificar sua adesão aos militares em 1964, deixava clara sua crença de que a intervenção fora imprescindível para a manutenção da democracia.
Disponível em: http://oglobo.globo.com. Acesso em: 1 set. 2013 (adaptado).
 
TEXTO II
Nada pode ser colocado em compensação à perda das liberdades individuais. Não existe nada de bom quando se aceita uma solução autoritária.
FICO, C. A educação e o golpe de 1964. Disponível em: http://www.brasilrecente.com. Acesso em: 4 abr. 2014 (adaptado).
 
Embora enfatizem a defesa da democracia, as visões do movimento político-militar de 1964 divergem ao focarem, respectivamente:
a) Razões de Estado – Soberania popular.
b) Ordenação da Nação – Prerrogativas religiosas.
c) Imposição das Forças Armadas – Deveres sociais.
d) Normatização do Poder Judiciário – Regras morais.
e) Contestação do sistema de governo – Tradições culturais.
 
Esta é uma questão interessante, pois envolve dois pontos de vista distintos sobre o mesmo assunto: a defesa da democracia. Ambos os textos fazem referência ao golpe mileitar de 1964, que culminou em uma ditadura de 21 anos. No caso do primeiro, é a justificativa dada por um jornal sobre seu apoio aos militares. Teria sido a medida encontrada para garantir a democracia no país frente à maneira com que o presidente João Goulart estava conduzindo a nação – no caso, com medidas populistas consideradas de esquerda pelo jornal.
 
Quanto ao segundo texto, ele considera a democracia como uma conquista social inegociável, à qual não podem ser feitas concessões. Portanto, como o primeiro argumento faz referência a questões de Estado e o segundo a questões sociais, a resposta correta é a letra a.
 
Competência 5: Elaborar propostas
 
O último eixo diz respeito a “recorrer aos conhecimentos desenvolvidos na escola para elaboração de propostas de intervenção solidária na realidade, respeitando os valores humanos e considerando a diversidade sociocultural”. Muito importante na redação, também aparece em questões objetivas, como a que está a seguir.  
 
QUESTÃO DE LINGUAGENS E CÓDIGOS
 
Os meios de comunicação podem contribuir para a resolução de problemas sociais, entre os quais o da violência sexual infantil. Nesse sentido,
a propaganda ao lado usa a metáfora do pesadelo para:
a) informar crianças vítimas de abuso sexual sobre os perigos dessa prática, contribuindo para erradicá-la.
b) denunciar ocorrências de abuso sexual contra meninas, com o objetivo de colocar criminosos na cadeia.
c) dar a devida dimensão do que é o abuso sexual para uma criança, enfatizando a importância da denúncia.
d) destacar que a violência sexual infantil predomina durante a noite, o que requer maior cuidado dos responsáveis nesse período.
e) chamar a atenção para o fato de o abuso infantil ocorrer durante o sono, sendo confundido por algumas crianças com um pesadelo.
 
Uma metáfora é uma figura de linguagem em que uma parte substitui outra em uma relação de semelhança, produzindo sentidos figurados por meio de comparações implícitas. No caso dessa questão, essa figura de linguagem aparece vinculada a uma campanha de alerta sobre a violência sexual infantil. Ao relacionar um desenho infantilizado de um monstro à mensagem “para algumas crianças o pesadelo chega antes do sono”, o autor da campanha usa a metáfora do pesadelo, sempre algo ruim, para se referir à gravidade de um abuso. Por fim, enfatiza também a importância da denúncia, uma proposta de como enfrentar o problema, como bem assinala a resposta correta c.
 
Fonte: Guia do Estudante - Publicado em 2/10/2017 
 
Clique aqui para acessar a Matriz de Referência do Enem 2017.  


Postado em 05/10/2017


Notre Dame
+ Notícias

atendimento
CENTRAL DE ATENDIMENTO
(13) 3579 1212
Unidade I - Av. Pres. Wilson, 278/288 - Itararé
Unidade II - Rua Pero Corrêa, 526 - Itararé
Unidade III - Cel. Pinto Novaes, 34 - Itararé