Conheça as brincadeiras que estimulam o desenvolvimento cognitivo das crianças
   Jogar xadrez estimula a concentração, a memória, a elaboração de estratégias e a autoconfiança 
 
por Lucy De Miguel 
 
Em uma época em que a tecnologia impera em nosso cotidiano, em nossa casa, no trabalho e até na rotina das nossas crianças, nunca se chamou tanto a atenção sobre a importância do brincar para o desenvolvimento infantil. 
  
Se você é o tipo de pai ou mãe que reclama na escola porque seus filhos só brincam, está na hora de rever seus conceitos. Principalmente durante a fase da Educação Infantil, ou seja, antes dos 6 anos, as brincadeiras são fundamentais para todo o desenvolvimento da criança, seja motor, de linguagem, social, afetivo, adaptativo ou cognitivo. 
  
Brincar contribui para o desenvolvimento do córtex e cria as conexões cerebrais. A pediatra Denise Katz (CRM 63548) dá algumas dicas de atividades para que os pais possam divertir e ensinar as crianças. Veja como cada uma auxilia nessa fase: 
  
Leitura, escrita e desenhos: Durante toda a infância é importante estimular atividades e brincadeiras lúdicas nas crianças, pois elas contribuem para o desenvolvimento da linguagem, atenção, imaginação, curiosidade, concentração e memória, além de fortalecer o vínculo com os pais. Bonecos de dedo tornam o ato de contar histórias mais interessante; desenhar, escrever e pintar sobre personagens preferidos da criança contribui para a adesão da brincadeira. 
 
Jogo da memória, quebra-cabeça e xadrez: Os jogos estimulam habilidades como concentração, lógica, formulação de estratégias e autoconfiança. As atividades lógicas contribuem para que a criança seja capaz de tomar decisões em situações que exijam raciocino rápido, promove a vontade de vencer e a vivência com vitórias e derrotas. 
 
Esconde-esconde, pega-pega e queimada: estas brincadeiras estimulam a coordenação, noção de espaço e perspicácia da criança, que cria estratégias para não ser pego, além de estimular que se supere fisicamente.  Por ser uma atividade realizada em conjunto com outras crianças, motiva a socialização com os colegas. Estimule que seu filho conheça amigos da vizinhança e pratique as brincadeiras em lugares seguros. Este tipo de atividade é indicado para crianças a partir dos 6 anos de idade. 
  
“O desenvolvimento cognitivo da criança depende da boa desenvoltura de funções como a linguagem, coordenação motora e suporte afetivo-emocional. Para garantir que a criança tenha uma boa evolução, estimule o seu filho desde cedo, ainda no primeiro ano de vida, com brincadeiras, jogos, leituras e conversas. A brincadeira em qualquer idade ajuda a moldar o cérebro, fortalece as relações socioafetivas, promove a criatividade e a imaginação”, explica a pediatra. 
  
Além das brincadeiras, é importante que os pais cuidem da alimentação dos pequenos para um desenvolvimento completo, com alimentos ou suplementação ricos em Ômega 3, que também auxiliam na formação de sinapses cerebrais.  
 
Por Lucy De Miguel, jornalista especializada em Primeira Infância, empreendedora social e autora do blog NA MOCHILA. lu@namochila.com 


Postado em 09/04/2018


Notre Dame
+ Notícias

atendimento
CENTRAL DE ATENDIMENTO
(13) 3579 1212
Unidade I - Av. Pres. Wilson, 278/288 - Itararé
Unidade II - Rua Pero Corrêa, 526 - Itararé
Unidade III - Cel. Pinto Novaes, 34 - Itararé