Filhos de ”pais helicóptero” podem vivenciar alguns problemas na vida adulta
Nunca, jamais, roube da criança a força mental que ela precisa para desenvolver o seu potencial
 
Os ”pais helicóptero” realmente são úteis para seus filhos a curto prazo. Eles agem como concierges pessoais que ajudam seus filhos em tudo, desde equipamentos esportivos até em projetos de feiras de ciências. Eles resgatam seus filhos quando estes se esquecem das chuteiras de futebol e os conduzem de uma atividade a outra.
 
Com muita frequência, as crianças com esse tipo de apoio conseguem obter uma pequena vantagem competitiva. E isso faz sentido: qualquer pessoa com um assistente pessoal em tempo integral provavelmente se destacará quando estiver competindo contra indivíduos que fazem tudo por conta própria. Mas o excesso de paternidade cobra um pedágio a longo prazo, e as crianças que cresceram com pais helicóptero rapidamente perdem essa vantagem competitiva quando crescem.
 
Pesquisadores que estudaram os efeitos de longo prazo na educação de pais helicóptero dizem que esses são os cinco maiores problemas que essas crianças experimentam na vida adulta:
 
1. Eles têm mais problemas de saúde.
 
Um estudo de 2016 da Universidade Estadual da Flórida descobriu que os filhos de pais helicóptero são mais propensos a ter problemas de saúde na idade adulta. Eles descobriram que a maioria dessas crianças nunca aprendeu a administrar a própria saúde porque seus pais sempre diziam quando dormir, se exercitar e o que comer.
 
Pais intrusivos geralmente se preocupam excessivamente com a saúde de seus filhos – e fornecem lembretes constantes sobre o que eles devem fazer. Estudos mostram que, na ausência desses lembretes constantes, os filhos de pais helicóptero deixam de se importar com a saúde de seus corpos.
 
2. Eles se sentem no direito de fazer tudo o que quiserem.
 
Pais helicóptero adoram tanto seus filhos, que os pequenos crescem acreditando que são o centro do universo. E essa noção de que são extra-especiais não desaparece quando completam 18 anos. Pesquisadores da Universidade do Arizona descobriram que os filhos de pais helicóptero crescem se sentindo autorizados a fazer o quiserem. São mais propensos do que outros a concordar com declarações como “eu exijo o melhor porque eu valho a pena” e “pessoas como eu merecem uma folga de vez em quando”.
 
Outros estudos vinculam consistentemente esse senso de direito a um desapontamento crônico e sofrimento contínuo na vida.
 
3. Eles têm mais problemas emocionais.
 
Os filhos de pais helicóptero crescem sem aprender como regular suas emoções; seus pais sempre fizeram isso por eles. Quando estavam tristes, seus pais os animavam. Quando estavam com raiva, seus pais os acalmavam.
 
Essa falta de habilidades na regulação emocional se torna um grande problema quando eles saem do ninho. Um estudo de 2013 conduzido por pesquisadores da Universidade de Mary Washington, na Virgínia, descobriu que estudantes universitários que foram criados por pais helicóptero têm maior probabilidade de entrar em depressão e relatam menor satisfação com suas vidas em geral.
 
4. Eles fazem muito uso de medicações.
 
Filhos de pais helicóptero não estão acostumados a lidar com o desconforto. Seus pais sempre os protegeram da dor, impedindo-os de aprender a lidar com as dificuldades. Além disso, eles estão acostumados com a gratificação imediata. Isso explica por que são tão rápidos em buscar medicação: querem que sua dor seja resolvida instantaneamente.
 
Um estudo de 2011 realizado por pesquisadores da Universidade do Tennessee, em Chattanooga, descobriu que esses estudantes universitários eram mais propensos a tomar medicação para ansiedade e depressão. Eles também eram mais propensos a consumir remédios para a dor.
 
5. Eles não têm habilidades de autorregulação.
 
Filhos de pais helicóptero não crescem com tanto tempo livre quanto as outras crianças. Seus ambientes geralmente são altamente estruturados e seu tempo é rigorosamente regulado. Sem oportunidades para se autogerenciarem, eles não desenvolvem as habilidades necessárias para alcançar seus objetivos. Um  estudo de 2014 da Universidade do Colorado descobriu que os adultos que cresceram com pais de helicóptero eram menos propensos a possuir o controle mental e a motivação que precisariam para ter sucesso.
 
Outros estudos chegaram a conclusões semelhantes: os filhos de pais helicóptero crescem para procrastinar e não têm a iniciativa e a motivação necessárias para alcançar o sucesso.
 
Monitore sua tendência para ser um ”pai helicóptero”
 
Os pais helicópteros pretendem ajudar seus filhos a ter sucesso, mas, em última análise, roubam de seus filhos a força mental que eles precisam para desenvolver o seu potencial. Claro, deixar que seus filhos cometam alguns erros, permitir que eles fracassem, e dar a eles oportunidades de resolver seus próprios problemas requer que os pais sejam mentalmente fortes também. Por isso, é importante trabalhar na construção de seu próprio músculo mental, para que você possa ajudar seus filhos a desenvolver as habilidades necessárias para se tornarem adultos saudáveis ​​e responsáveis.
 
Fonte: Psiconline Brasil -  publicada originalmente em 4 de abril de 2018 


Postado em 17/07/2018


Notre Dame
+ Notícias

atendimento
CENTRAL DE ATENDIMENTO
(13) 3579 1212
Unidade I - Av. Pres. Wilson, 278/288 - Itararé
Unidade II - Rua Pero Corrêa, 526 - Itararé
Unidade III - Cel. Pinto Novaes, 34 - Itararé