O que é Mindfulness ou Atenção Plena e como praticar com as crianças
Entenda o significado de mindfulness, como praticar e conheça os melhores exercícios de meditação para crianças
 
 
O que é mindfulness?
O mindfulness, ou atenção consciente ou atenção plena é uma prática na qual tomamos consciência dos distintos matizes de nossa experiência no momento presente. Nesse sentido, podemos ser conscientes de como nos movemos, como nos sentimos (tanto física como emocionalmente) e como respondemos ou reagimos diante de cada momento de nossa vida.
 
Ter essa consciência nos permite ter uma vida mais criativa, posto que nos permite ser honestos, pragmáticos, valentes, resilientes e capazes de ter profundo sentido de iniciativa. É comum que estejamos lavando vasilhas, mas pensando em uma discussão recente com um amigo ou companheiro. É comum que a criança esteja sentada fazendo os deveres, mas pensando em ir ao parque. Em ambos os casos, a distração não possibilita ter o foco na atividade que se está realizando.
 
Mais do que uma técnicas de meditação, o mindfulness é uma filosofia de vida, baseada no que se entende por viver aqui e agora. A prática constante permite à pessoa aprender a ter o foco de atenção no que realmente importa, liberando-se de situações que a bloqueiam e as distraem. Trata-se de aprender a desenvolver a consciência exata de cada momento do que é nossa experiência de fato, deixando de estar fechados em nossos próprios julgamentos sobre o que se vive. Dessa forma, podemos aprender a aceitar o que vivemos sem julgar, focado-nos no aqui e agora.
 
Poderíamos continuar escrevendo mais sobre o que é mindfulness, sua origem e conceito. No entanto, a ideia é pincelar de forma eficaz o seu significado para, em seguida, mostrar-lhe sua aplicação nas nossas vidas.
 
Por que adultos e crianças deveriam praticar mindfulness?
O mindfulness é uma prática adequada para adultos, adolescentes e crianças. Todos podemos aprender a cultivar a atenção plena e consciente. A relevância está em aprender a ter mais sensibilidade com o processo de reação a tudo o que nos afeta na vida. Se nos tornamos conscientes disso, podemos evitar tensões criadas por nossos impulsos de evitar coisas das quais não gostamos e prolongar as experiências que nos proporcionam prazer.
 
Para as crianças, o mindfulness pode ser uma ferramenta importante para o autocontrole das emoções, contribuindo para o desenvolvimento da inteligência emocional. Ajuda também concentrar-se, enfocando a atenção na atividade que está desenvolvendo no momento. Ainda destacamos como vantagens de praticar a meditação mindfulness:
 
Diminuição do estresse e ansiedade, já que a criança aprende a reconhecer as situações estressantes.
Melhora a atenção, pois aprende a focar no que realmente tem que fazer e como melhorar o que faz falta.
Aprende a conhecer-se melhor, o que permite entender melhor os demais, desenvolvendo empatia.
Aumento da escuta ativa entre os demais.
Melhora na administração dos conflitos.
Aprende a se relaxar nos momentos de tensão.
Promove toma de decisões meditadas e não impulsivas.
Ajuda a manter o equilíbrio emocional, físico e psicológico.
Melhora a capacidade de abstração, lógica e cálculo.
Melhora as habilidades sociais, conhecimento de seus limites e capacidades.
Quando praticar o mindfulness?
As crianças a partir dos dois anos de idade já podem praticar o mindfulness. No início o farão durante alguns segundos, mas, pouco a pouco, o tempo vai ampliando. No caso dos adultos, o recomendável é meia hora ao dia, mas se estiver começando, faça sessões mais curtas de dez minutos. O objetivo não é desistir por tédio e frustração, mas aprender a desfrutar dos benefícios que a relaxação lhe proporciona.
 
Portanto, para integrar essa meditação no dia a dia da família, é importante a constância na prática. Com o tempo nos tornamos capazes de meditar quase que em qualquer circunstância.
 
Onde realizá-lo?
Para praticar a meditação mindfulness, o ideal é estar em um lugar livre de barulhos e estar sentados confortavelmente, com coluna reta. Podemos colocar música relaxante de fundo com ciclos repetitivos para impedir que nos distraia. O mindfulness também pode ser praticado em espaços abertos, como um jardim e um parque. Estar em contato com a natureza sempre é positivo para a mente e para o corpo. No entanto, busque um lugar mais tranquilo, livre de tanto barulho e elementos que possam dispersá-lo.
 
Uma dica importante, independente do lugar onde realize a meditação, apague todo e qualquer aparelho eletrônico. E não se esqueça de colocar uma roupa cômoda, tirar os sapatos e qualquer outro complemento que oprima o corpo.
 
Como incluir o mindfulness no dia a dia da criança
Para a aplicar o mindfulness em casa, ajuda muito que sejamos nós o melhor exemplo da criança. Se praticamos esse tipo de meditação, é provável que ela se anime à prática. Se você não pratica mindfulness, pode se colocar o desafio de começar praticando junto com seus filhos. Para isso, uma série de técnicas e exercícios de mindfulness podem nos auxiliar na prática da meditação.
 
Dedicamos uma publicação à descrição de 18 exercícios de mindfulness para crianças. Vale ressaltar que a criança pode fazer: 
 
– Exercícios de atenção
Convide-o a realizar exercícios de respirações profundas. Ou, simplesmente, pode convidá-lo a fixar sua atenção em um único objeto (uma vela, um quadro, uma caneta). Enfim, podemos soar um sino e pedir que se concentre em seu som. Também podemos pedir que feche os olhos e preste atenção no que ocorre a seu redor.
 
– Prestar atenção na rotina
Você pode motivar seu filho a realizar atividades conscientes. Logo, em sua rotina, se está tomando banho, por exemplo, ser capaz de dar conta do processo, sentir as partes do seu corpo que estão sendo ensaboadas, a temperatura e intensidade da água que escorre, a toalha que a seca… Oura ação importante do dia é a hora do almoço ou do jantar. Podemos praticar um exercício consciente de comer uma uva passa ou um pedaço de chocolate. É fundamental que ela aprenda a ter atenção plena a cada etapa o que está fazendo naquele momento. Isso a ajudará muito a se concentrar.
 
– Ter atenção às emoções
Pode ajudar muito às crianças quando passam por momentos sensíveis. Por exemplo, se seu filho está nervoso por algo, você pode ficar a seu nível e olhando em seus olhos ajuda-lo a identificar a emoção, explicar-lhe que entende o que lhe passa e que necessita centrar-se para que possa novamente sentir-se bem. A criança pode aprender a reconhecer os sentimentos, descrevê-los e reconhecer como se manifestam em seu corpo (tensões, dores, arrepios que provocam…).
 
– Rotina de gratidão
As crianças devem se fazer conscientes de tudo de bom que ocorreu durante o dia ou em sua vida. É preciso que se dê conta das coisas boas não materiais. Um exemplo é a proposta do pote da felicidade para desenvolver o pensamento positivo nas crianças.
 
Exercício básico de mindfulness para crianças
Sentar em posição cômoda, com a coluna reta.
Feche os olhos suavemente.
Faça três respirações profundas, sendo consciente de como inspira e como expira.
Tal e como fizer está bem. Não se julgue.
Coloque a mão sobre o coração e sinta as sensações que produz.
Mantenha sua atenção nela e deixe sua mão aberta.
Se vier alguma emoção ou pensamento, não há problemas. Tudo está bem.
Simplesmente, se dê conta e volte, amavelmente, à sensação de sua mão no coração.
 
Agora repita internamente, um par de vezes, as seguintes afirmações:
 
– Este momento é uma oportunidade
– Neste dia quero ser amável e compassivo comigo.
– Neste dia, quero ser amável e compassivo com o mundo.
 
Depois desse exercício, e antes de abrir os olhos, dê um ligeiro sorriso para dar bom dia ao novo dia.
 
Esperamos com este post ter esclarecido o que é mindfulness e mostrar a você a importância da prática e se seus benefícios para a vida dos nossos filhos.
 
Fonte: Criando com Apego http://www.criandocomapego.com/o-que-e-mindfulness-ou-atencao-plena-e-como-praticar-com-criancas/ 
 


Postado em 19/07/2018


Notre Dame
+ Notícias

atendimento
CENTRAL DE ATENDIMENTO
(13) 3579 1212
Unidade I - Av. Pres. Wilson, 278/288 - Itararé
Unidade II - Rua Pero Corrêa, 526 - Itararé
Unidade III - Cel. Pinto Novaes, 34 - Itararé