Dia da Internet Segura 2019: confira dicas de cuidados para crianças e adultos
Ajudar a denunciar é fundamental para coibir a replicação de conteúdos danosos
 
Iarema Soares
 
Dados divulgados pela SaferNet Brasil, ong que trabalha na promoção e defesa dos direitos humanos na internet, mostram que o ano de 2018 teve 133.732 denúncias anônimas de crimes na web registradas. O montante é 109,95% maior do que o total de 63.698 registrado em 2017.  
 
Os três tipos de cibercrimes mais denunciados em 2018 foram: a pornografia infantil - com 60.002 denúncias -, conteúdos de apologia e incitação à violência e aos crimes contra a vida - com 27.716 registros - e, por fim, a violência e a discriminação contra mulheres - com 16.717 queixas. Importante notar que, neste último, houve um acréscimo de 1.639,54% em relação ao ano de 2017, que contabilizou 961 acusações.  Para entender seu papel como cidadão na web e proteger-se, veja as dicas abaixo. 
 
Confira dicas para as crianças 
 
Cuidado com as amizades 
Para os pequenos, é necessário transmitir a ideia de que, assim como olha-se para os dois lados ao atravessar a rua e que se deve evitar conversar com estranhos, o mesmo deve acontecer na web. Os pais precisam ressaltar que só se pode adicionar nas redes sociais pessoas conhecidas. É sempre bom dar uma conferida em quem envia solicitação de amizade para os filhos.  
 
Ciberbullying 
“Eu gostaria que isso fosse feito comigo?”. Faça o seu filho se fazer essa pergunta sempre quando ele pensar em participar de uma ação de ciberbullying.  
 
Proteção 
A velocidade de propagação das informações é muito rápida, por isso, ressalte para a criança a importância de refletir antes de postar algo nas redes sociais ou dividi-la com amigos. Incentive o diálogo presencial em relação à troca de mensagens, que ficarão sujeitas a prints posteriormente. Aconselhe os pequenos a não postarem imagens ou vídeos que permitam a localização de onde estudam ou lugares que frequentam.  
 
Ajude a proteger os outros 
Lembre seu filho que algumas pessoas não gostam de serem “marcadas” em postagens. Então, reforce que isso não pode ser feito sem que a outra pessoa não saiba.  
 
Controle parental 
A proteção das crianças quanto aos perigos da internet também pode ser feita por meio de tecnologias que monitoram e registram os sites que os pequenos podem acessar.   
 
Leia a matéria completa no site da Gaúcha ZH - atualizada em 05/02/2019


Postado em 04/04/2019


Notre Dame
+ Notícias

atendimento
CENTRAL DE ATENDIMENTO
(13) 3579 1212
Unidade I - Av. Pres. Wilson, 278/288 - Itararé
Unidade II - Rua Pero Corrêa, 526 - Itararé
Unidade III - Cel. Pinto Novaes, 34 - Itararé
Facebook Youtube Instagram