Conscientização sobre refugiados é importante desde a juventude
Tema atual e tão importante em todo o mundo, discutir a questão dos refugiados com os mais jovens é essencial para que possamos buscar um mundo mais acolhedor e igualitário. É preciso que se plante a semente do respeito ao próximo desde a primeira infância e que todos os temas relacionados à igualdade e equidade sejam desenvolvidos ao longo do crescimento dessas crianças.
 
Foi pensando nisso que o Colégio Notre Dame escolheu o tema “Refugiados e pessoas que pedem refúgio” para trabalhar com todo o Ensino Fundamental II e Ensino Médio em sua Mostra Cultural em 2019. O evento aconteceu no mês de junho, mesmo período em que o mundo se une para comemorar o “Dia do Refugiado” e refletir sobre quais caminhos devem ser seguidos para atender melhor às necessidades de quem precisa abandonar a pátria em busca de melhores oportunidades.
 
“A ideia foi instigar e possibilitar o acesso às informações sobre o tema para que os estudantes pesquisassem e entendessem as diferenças entre refugiados e imigrantes, quais as principais causas destes processos, pelo que passam as pessoas que se refugiam e, finalmente, conhecer um pouco da cultura dos povos que mais pedem refúgio no Brasil”, explica a professora Jenifer de Freitas Sabatini, que esteve envolvida em toda elaboração dos trabalhos e idealização do evento.
 
O objetivo principal era sensibilizar tanto os estudantes quanto os familiares e demais visitantes para o que acontece no mundo atual, com relação a este tema. “O que desenvolvemos foi uma espécie de viagem. O espectador passava por vários estágios da vida de um refugiado, com cada situação sendo encenada pelos alunos. Tivemos exemplos de mudança de temperatura, falta de mantimentos e abusos de autoridade ao tentar entrar em outro país. Ao final apresentamos um vídeo com objetivo de mudar a perspectiva do telespectador, mostrando a realidade do refugiado. Esse vídeo contava também com uma entrevista com uma mulher que passou por todos os estágios que encenamos na mostra cultural”, conta Dannielly Garropho, aluna da 3ª série do Ensino Médio.
 
Além de poder transmitir os novos conhecimentos para os visitantes da mostra, Dannielly conta que acha muito importante que esse tema seja abordado com frequência, afinal muitas pessoas ainda têm uma visão retrógrada sobre os refugiados, sendo que eles, na verdade, precisam de ajuda por estarem passando por guerras civis, regimes ditatoriais, entre outras situações que acabam ferindo a liberdade e impedindo que possam progredir na vida.
 
Quem também aprendeu bastante sobre o tema foi a jovem Giovana Creado (da 3ª série do Ensino Médio): “Nós recebemos a proposta de falar sobre refugiados. Na hora, era um tema com o qual não tínhamos muita experiência, não sabíamos bem o que falar. Com o tempo fomos pesquisando, entendendo, lendo histórias sobre pessoas que passaram por situações que nos comoveram”, conta.
 
Para Giovana, a principal vitória conquistada com esse trabalho foi poder perceber que pessoas mudaram de verdade os conceitos a respeito do tema e que saíram do colégio com uma nova visão. “Uma experiência muito legal que tive nesse trabalho foi com uma moça, que passou por nós na apresentação, olhou tudo o que produzimos. Ela voltou depois de um tempo para dizer que tinha aquela concepção errada de que os refugiados vêm para o Brasil para roubar nossos empregos e prejudicar quem mora aqui, mas que graças ao que viu em nossa apresentação ela pôde mudar sua forma de enxergar o assunto e entender que os refugiados são pessoas em busca de uma oportunidade melhor de vida, depois de passar por situações muito difíceis. Acho que podemos dizer então que atingimos nosso objetivo”, finaliza Giovana. 
 
Assessoria de Imprensa – Colégio Notre Dame
Conteúdo Empresarial – Comunicação Integrada
11 - 3230-7434 / 13 – 3304.7437 - 3304.7438


Postado em 02/07/2019


Notre Dame
+ Notícias

atendimento
CENTRAL DE ATENDIMENTO
(13) 3579 1212
Unidade I - Av. Pres. Wilson, 278/288 - Itararé
Unidade II - Rua Pero Corrêa, 526 - Itararé
Unidade III - Cel. Pinto Novaes, 34 - Itararé
Facebook Youtube Instagram