Como escolher o primeiro colégio dos filhos
Pode parecer fácil, mas a realidade é que escolher qual será a primeira escola da vida dos pequenos é uma responsabilidade grande e dá bastante trabalho
 
Escolher a primeira escola do filho não é fácil! Principalmente quando se é pai de primeira viagem. Além de toda a responsabilidade de escolher algo tão importante, vem à cabeça uma série de questões com as quais os responsáveis nunca haviam lidado antes. Como decidir entre as muitas opções, preços, métodos pedagógicos?
 
“Muitos pais se preparam desde a gestação para esse momento e a expectativa vai se tornando cada vez maior com o passar dos meses. Mas, depois que a criança nasce e começa a mostrar os primeiros traços de personalidade, todo o planejamento prévio pode acabar mudando. Não é só escolher qual modelo pedagógico os pais mais gostam, é entender qual tipo de ensino, de ambiente, de atividades extracurriculares, entre muitos outros detalhes de envolvem a vida escolar, têm mais a ver com a personalidade da criança e quais suprem as necessidades específicas dela”, explica Camila Micheletti, diretora de comunicação do Colégio Notre Dame.
 
Uma boa forma de começar a entender qual escola se adequa melhor à rotina da família é reservar bastante tempo na agenda para visitar todos os colégios da região. Vá a todos eles, leve um caderno, tome nota e não deixe passar nenhuma dúvida.
 
“É importante também lembrar que os colégios devem contar com uma equipe completa e capacitada, com pedagogos e nutricionistas, que estejam bem presentes no dia a dia das crianças”, comenta Camila. Depois de conversar sobre os profissionais que ficarão encarregados da educação do seu pequeno, chega a hora de entender a proposta pedagógica e anotar com detalhes o que ela oferece de diferencial para uma criança com as características da sua.
 
Expor as particularidades do futuro estudante, como por exemplo um gosto apurado para música ou muita energia acumulada, e perguntar de que forma aquele colégio pode ajudar a desenvolver esta característica ou auxiliar na busca por mais calma e concentração são formas de avaliar como será a rotina, o dia a dia da criança no local. Será que ela ficará confortável? Será podada ou desmotivada de alguma forma? Será que vão estimular ainda mais a criatividade? Por fim, avalie se todos os ambientes do colégio são adaptados para alunos da faixa etária que irão passar por ali e se banheiros, cozinha, cantina e outros ambientes estão em dia com a higiene e as normas básicas de segurança.
 
Com essas avaliações todas em mãos, é hora de sentar e comparar cada um deles. Uma tabela, com prós e contras, pode ser de grande ajuda. “O que muitos pais não fazem – e deveriam fazer – é voltar aos colégios que mais gostaram antes de bater o martelo, mas dessa vez levando os filhos junto. Observar os olhinhos brilhando e a empolgação dos pequenos pode fazer diferença na decisão”, finaliza Camila. 
 
Assessoria de Imprensa – Colégio Notre Dame
Conteúdo Empresarial – Comunicação Integrada
11 - 3230-7434 / 13 – 3304.7437 - 3304.7438


Postado em 20/11/2019


Notre Dame
+ Notícias

atendimento
CENTRAL DE ATENDIMENTO
(13) 3579 1212
Unidade I - Av. Pres. Wilson, 278/288 - Itararé
Unidade II - Rua Pero Corrêa, 526 - Itararé
Unidade III - Cel. Pinto Novaes, 34 - Itararé
Facebook Youtube Instagram