A três meses da prova, estudantes devem focar em simulados para o Enem

Mais de 5 milhões de estudantes devem fazer o exame nos dias 3 e 4 de novembro

 
A três meses do maior exame do País, professores de colégios e cursinhos recomendam aos estudantes intensificar os estudos nas matérias de nível médio de dificuldade e treinar com simulados para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).
 
O coordenador do ensino médio do Poliedro, José Hélio de Moura Filho, explica que a preparação do exame é diferente de outros processos seletivos. Segundo ele, é necessário que o estudante tenha conhecimentos de matemática básica, lógica e, até mesmo, condicionamento físico para aguentar os dois dias de prova.
 
— Para se preparar para um vestibular tradicional, o estudante deve saber solucionar problemas difíceis. Já no Enem, ele deve administrar seu tempo com treinamentos de simulados, exercícios de lógica e interpretações que trabalhem a paciência.
 
O diretor pedagógico da Oficina do Estudante, Célio Tasifano, diz que é importante que os alunos façam uma lista de conteúdos que “entendem mais ou menos” e intensificar até o dia da prova.
 
— Agora, é a hora de aprimorar nas matérias que o estudante tem condições de aprender e conseguir mais pontos. Aquelas que ele tem muita dificuldade é melhor deixar para lá, porque ele não vai conseguir se aprofundar em apenas três meses.
 
Segundo ele, outra opção para conseguir o melhor desempenho é alternar as áreas de conhecimento na hora do estudo.
 
— Se ele está estudando linguagens e códigos, vale mudar para uma disciplina como geografia, que tem mais gráficos e tabela em vez de história, onde a teoria é mais pesada. Isso deve ser alterado a cada dia da semana, quando no final, ele terá estudado todas.
 
Mesmo com tantas tarefas, não se pode deixar o período de lazer para trás. Tasifano diz que os estudantes podem intensificar os estudos reduzindo o período das atividades, mas não abolindo-as. 
 
— O aluno precisa incluir na sua rotina de estudo um momento para relaxar. O que ele pode fazer, por exemplo, é ir à natação apenas uma vez por semana em vez de duas, mas não deve abandonar o esporte.  
 
Candidatos ao Enem devem fazer três redações por semana, recomenda professor
 
A contagem regressiva para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) ficou ainda mais intensa nesta sexta-feira (3). Faltam exatos três meses para os 5,7 milhões de estudantes inscritos realizarem as provas, que acontecerão nos dias 3 e 4 de novembro.
 
Este ano, o exame contou com algumas mudanças. Uma delas é que os alunos terão direito à correção da redação. Para fazer um bom texto e ganhar pontos na prova, não há outra saída: é preciso praticar. O diretor pedagógico da Oficina do Estudante, Célio Tasifano, reforça que esta etapa vale 20% da nota final.
 
— O ideal é que o estudante faça três redações por semana em dias intercalados, apresente a um professor, observe as correções e refaça o texto.
 
Estar inteirado de temas da atualidade também é essencial para se sair bem na prova, diz o professor. Para isso, é necessário acompanhar notícias no Brasil e do mundo em jornais, revistas e internet.
 
— Nestes últimos três meses a pessoa deve investir na habilidade de leitura e interpretação.
 
Os vestibulandos não podem se desesperar na reta final. Para o coordenador do ensino médio do Poliedro, José Hélio de Moura Filho, diz que o ritmo de estudos deve se continuar o mesmo, mas não pode relaxar.
 
— O aluno deve manter a evolução que estava antes, ou seja, se preparar o dia inteiro. Claro que ele tem que ter as atividades dele, os momentos de descanso, mas não dá para entender o aluno que assiste à televisão em casa à noite. Ele está em uma fase de alta performance de uma prova, então a dedicação tem que ser total.
 
Preparação diferente
 
O coordenador explica que a preparação do Enem é diferente de outros processos seletivos. Segundo ele, é necessário que o estudante tenha matemática básica, lógica e, até mesmo, condicionamento físico. 
 
— Isso porque é um vestibular de dez horas [somando-se os dois dias] com textos longos. Para se preparar para um vestibular tradicional, o estudante deve saber solucionar problemas difíceis. Para o Enem, ele deve administrar seu tempo com treinamentos de simulados, exercícios de lógica e interpretações que trabalhem a paciência. O aluno deve explorar as quatro ou cinco horas que tem para fazer a prova, e não entrar na sala já pensando em sair.
 
Fonte: Portal R7 


Postado em 06/08/2012


Notre Dame
+ Notícias

atendimento
CENTRAL DE ATENDIMENTO
(13) 3579 1212
Unidade I - Av. Pres. Wilson, 278/288 - Itararé
Unidade II - Rua Pero Corrêa, 526 - Itararé
Unidade III - Cel. Pinto Novaes, 34 - Itararé