Às vésperas do Enem, saiba como e o que estudar nos últimos dias

Faltando apenas dez dias para as provas do Enem, saiba como aproveitar ao máximo o tempo de prova e resolver as questões da melhor maneira

Chega o momento em que os estudantes se vêem diante de um de seus maiores desafios. O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é tão importante quanto as provas para ingresso nas universidades, já que a nota do Enem pode ser utilizada como bônus no resultado do vestibular.
 
Neste ano, 6,5 milhões de estudantes vão fazer as provas do Enem, que serão aplicadas nos dias 3 e 4 de novembro. Faltando apenas uma semana e meia, o professor e coordenador de um curso pré-vestibular do Rio de Janeiro Renato Pellizzari diz que ainda vale a pena estudar, mesmo que o aluno não tenha mantido um ritmo de estudo desde o início do ano.
 
“É claro que o aluno que não estudou até agora vai ter uma dificuldade muito grande, até porque o Enem vai cobrar um conteúdo muito extenso. Na verdade, ele cobra um conteúdo em grande parte do que a gente aprendeu no ensino fundamental, então tem que ter vindo de uma base muito boa”, declara.
 
Veja algumas dicas de Renato Pellizzari sobre o que estudar nestes últimos dias antes das provas:
 
- Priorize as matérias que você tem mais facilidade. Aquilo que você não aprendeu no primeiro, no segundo e no terceiro ano, você não vai aprender agora na última hora;
- Na última semana, não invente nada novo. O aluno que vem desde o início do ano num ritmo de estudo diário, bem estabelecido está acostumado com aquilo.
- Mantenha a calma. Desacelerar é muito importante;
- Leia bastante. O Enem é uma prova bastante contextualizada, então leia jornais, revistas, vá se inteirando do que está acontecendo no mundo.
- É importante ter uma atividade física para melhorar o seu desempenho, inclusive mental, para ajudar no nervosismo.
- Esteja motivado. Encare a prova como um grande desafio que vai ser superado.
 
São dois dias de prova, 90 questões no primeiro dia, 90 no segundo, além da redação. Qual dica você daria para quem vai realizar essa prova?
Renato: O Enem tem uma peculiaridade muito grande, que é a chamada teoria de resposta ao item. Se um aluno acertar 40 questões de matemática e outro aluno acertar 40 questões de matemática, não necessariamente terão a mesmo pontuação. Existem questões fáceis, médias, difíceis, você acerta uma difícil, erra uma fácil e perde ponto por isso. É uma prova muito longa, são três minutos para cada questão e, se você usar isso, terá 30 minutos para marcar o cartão resposta no final. Às vezes o aluno termina a prova, faltam cinco minutos e ainda tem que marcar 90 questões no cartão.
 
Deve-se pular as questões que não sabe? Qual a melhor forma de completar a prova?
Renato: Se o nível de dificuldade da questão é muito alto, pula aquela questão, sinaliza bem para não errar na hora de passar para o cartão, ou chuta logo. O que não pode é chutar uma questão fácil porque às vezes uma questão fácil está mais para o final da prova e, deixá-la para o final, chutar porque não tem mais tempo e errar, você vai ser bem penalizado por isso.
 
Resolver as questões de provas antigas ou os simulados online é uma boa forma de revisar o conteúdo nessa reta final?
Renato: Sem dúvida, principalmente para o aluno entender o modelo de prova. Quando ele chega numa prova e sabe exatamente o que ele vai encontrar, dá mais segurança. Dificilmente vai cair a mesma questão, mas a abordagem ou até mesmo o banco de questões tem assuntos da mesma matéria. Mas a principal função de refazer as provas antigas é se adequar ao modelo, calcular exatamente o tempo de cada questão, o tempo que ele vai ficar sentado numa cadeira fazendo. Se vai fazer em casa, tenta simular exatamente aquilo que vai fazer no dia. Não pare o cronômetro, faça dentro do período estabelecido pelo Enem para a realização da prova. Um bom aluno nervoso faz uma prova ruim, um aluno mediano calmo faz uma excelente prova e às vezes tem uma nota melhor que um aluno mais preparado. 
 
Fonte: GloboNews


Postado em 25/10/2012


Notre Dame
+ Notícias

atendimento
CENTRAL DE ATENDIMENTO
(13) 3579 1212
Unidade I - Av. Pres. Wilson, 278/288 - Itararé
Unidade II - Rua Pero Corrêa, 526 - Itararé
Unidade III - Cel. Pinto Novaes, 34 - Itararé