Mudanças no café da manhã ajudam a combater a obesidade infantil

Cereais cheios de açúcar e ausência de frutas prejudicam a saúde da criança

Na hora de combater a obesidade infantil, o primeiro passo é não culpas as crianças pelo excesso de peso. Os pais, que deveriam ser os guardiões da saúde dos filhos, muitas vezes esquecem que os seus maus hábitos alimentares trazem consequências para suas crianças. Nesse artigo, pretendo mostrar como os pais devem proteger os filhos de produtos que podem acabar com a saúde dos pequenos, começando pela primeira refeição do dia.
 
O café da manhã tem grande importância para a saúde. Quando bem feito, garante energia de qualidade durante todo o dia e traz benefícios para o apetite, o metabolismo e a produção de insulina. A maioria dos cereais para crianças são superadoçados e não se classificam como escolha inteligente. Leite, achocolatados, queijo, pão integral, frutas, cereais sem suplementos e sem excesso de açúcar são opções mais indicadas. Pense nessas opções antes de escolher um cereal por ele ter a marca conhecida. 
 
Os cereais produzidos para crianças são os que mais contêm açúcar, sódio, carboidratos e calorias.
 
Caixas coloridíssimas e brinquedinhos de brinde podem chamar a atenção de seus filhos, mas você tem a obrigação de estar de olhos abertos para evitar problemas. Os cereais produzidos para crianças são os que mais contêm açúcar, sódio, carboidratos e calorias por grama em comparação a outros cereais matinais, deixando de lado as proteínas e fibras alimentares.
 
Essa refeição, além de ser rica em açúcares, é um prato cheio para formar jovens e adultos pouco saudáveis. Isso ocorre porque uma pessoa que teve maus hábitos alimentares na infância tem muito mais dificuldades de ser saudável na vida adulta. 
 
Se você decidir mudar o cereal do seu filho, esteja preparado para enfrentar certa resistência. Os fabricantes sabem que o paladar da criança é mais sensível ao doce, e por isso investem em açúcares de todos os tipos para conquistar os pequenos. Mas depois de um tempo, a criança se acostuma e passa a não sentir mais falta do excesso de açúcar. 
 
Aqui vai um recado para os pais que acham que eu estou exagerando. Pesquisas mostram que, nos últimos vinte anos, quase triplicou o número de jovens que estão acima do peso ideal ou já em quadros de obesidade. Já são mais de 16% nessa situação, o que é preocupante. Crescem os índices de doenças cardíacas, colesterol elevado, pressão alta, problemas gastrointestinais e diabetes tipo 2. Para piorar, baixa auto-estima e casos de depressão são comuns, já que pessoas com excesso de peso costumam ser depreciados pelos coleguinhas, o que pode até provocar casos de bullying.
 
Não faça o seu filho correr riscos desnecessários.
 


Postado em 24/01/2013


Notre Dame
+ Notícias

atendimento
CENTRAL DE ATENDIMENTO
(13) 3579 1212
Unidade I - Av. Pres. Wilson, 278/288 - Itararé
Unidade II - Rua Pero Corrêa, 526 - Itararé
Unidade III - Cel. Pinto Novaes, 34 - Itararé