Os sete pecados capitais dos vestibulandos
 
A lista de pecados capitais serviu à Igreja para alertar os crentes sobre o mal na Idade Média. Citados no Antigo e no Novo Testamento, surgem também na Divina Comédia, de Dante Alighieri, e continuam a desafiar o homem contemporâneo. Na reta final para o vestibular de inverno, os sete pecados capitais mostram aos estudantes insuspeitos vícios que podem prejudicar na hora da prova.
 
Mais do que se arrepender de pecados cometidos, os vestibulandos devem melhorar a performance nas provas ouvindo especialistas no assunto. A psicóloga Suzymara Trintinaglia aconselha aos estudantes manter hábitos nesse período. Não é recomendável mudar a alimentação (mesmo que seja para melhor). Fazer alimentação natural ou cortar o chocolate agora pode atrapalhar. Mantenha seu ritmo. Resolver estudar à noite para ganhar tempo é outra bola fora. Negar ao corpo as horas necessárias de sono (pelo menos seis horas), levará o candidato a perda de concentração, falhas de memória, agressividade e desânimo, entre outros sintomas.
 
Outra dica da autora do livro Vestibular Sem Segredos é adiar decisões importantes. Todas as atenções devem estar voltadas para a prova. Isso inclui dar uma moderada em festas e badalações. Suzymara lembra ainda que conhecer o local da prova pode tranqüilizar o candidato e garantir contratempos no dia do vestibular. Para o professor Floriano Krieger da Cunha, o momento de concentração é de vencer a ansiedade para não cometer pecados na hora da prova.
 
Inveja 
Este pecado aparece muito em sala de aula. O candidato acha que o colega ao lado está mais preparado para o vestibular e passa a invejá-lo. O sentimento pode levar o estudante a procurar a cola ou tentar atrapalhar a concentação dos outros. Não entre nessa. Use a situação como um estímulo e estude ainda mais. A inveja não vai levar à aprovação.
 
Ira 
Na reta final, o estudante tende a alimentar uma irritação. O acúmulo de tensões, típico do período do vestibular, pode levar o estudante a jogar tudo para cima. Domine o seu ímpeto. Não é hora de perder a calma. Pare, escute uma música e volte aos estudos. A tranqüilidade faz parte do bom desempenho na prova.
 
Gula 
Tentar engolir todos os conteúdos nas últimas semanas pode fazer mal para o estômago. Nutrir-se apenas de vestibular também pode levar o candidato a desordens do apetite. Este pecador costuma interromper os estudos a cada cinco minutos para abrir a geladeira. Domine a ansiedade. Evite acumular mais calorias do que conhecimentos e mantenha alimentação normal até o dia da prova.
 
Luxúria 
Namorar é bom e necessário para qualquer pessoa. Mas o vestibulando deve aprender a conter os impulsos nessa época e não ser levado ao namoro em excesso. Aulas-show, cinema e documentários na TV são opções mais recomendadas antes da prova. Deixe para comemorar com o escolhido após o vestibular. 
 
Soberba 
Os que cometem este pecado capital costumam acreditar que estão preparados para o vestibular. Sabem toda a matéria e não precisam estudar em casa. O que é dito em aula é suficiente. Não se submeta à soberba. Aja com humildade e leia cada questão com muita atenção. Lembre-se! Somente o listão dirá se você está aprovado.
 
Avareza 
O avarento gosta de adquirir conhecimentos e guardá-los para si. No período do vestibular, não é hora de economizar. Gaste muito bem todas as suas horas de estudos. Não poupe esforços. Aprenda a dividir suas dúvidas com professores e colegas antes da prova. Invista nos conteúdos e gaste-os para resolver as questões.
 
Preguiça 
Aparentemente inofensivo, este pecado tão comum aos jovens pode levar o estudante a cometer um dos erros mais grosseiros do vestibular: abandonar a prova antes de trabalhar todas as questões. Lembre-se que um acerto pode incluir o seu nome no listão. Não perca pela preguiça.
 


Postado em 12/11/2013


Notre Dame
+ Notícias

atendimento
CENTRAL DE ATENDIMENTO
(13) 3579 1212
Unidade I - Av. Pres. Wilson, 278/288 - Itararé
Unidade II - Rua Pero Corrêa, 526 - Itararé
Unidade III - Cel. Pinto Novaes, 34 - Itararé